Esta versão do não é compatível.

Navegadores não suportados , além de impedi-lo de usar todos os recursos da página, são mais lentos e representam um risco para a sua segurança.

Recomendamos que você agora actualizar a sua versão do navegador ou entrar com outra browser suportado.

[literal.accesibilidad.IrAlContenido]
Presiona intro para desplegar el contenido del menu. (PT) Presiona intro para desplegar las opciones de idioma. (PT) Presiona intro para desplegar las opciones de tamaño de fuente. (PT)

[literal.breadcrumbs.home]

Salvo como uma página favorita corretamente

Lâmpadas

Lâmpadas

lampadas
Embora o consumo energético atribuído à iluminação possa variar significativamente consoante o tipo de lâmpada utilizado, estima-se que num lar represente 9% da energia total consumida.
 
 

Tipo de lâmpadas

 

  • Lâmpadas incandescentes – De tecnologia mais antiga, são das mais baratas, mas também as de menor duração. O rendimento destas lâmpadas é muito baixo: apenas 5% da energia consumida é aproveitada como luz, enquanto a restante é libertada na forma de calor. Este facto levou a União Europeia a retirá-las do mercado.
  • Lâmpadas de halogéneo – O seu rendimento é superior ao das incandescentes e ocupam menos espaço para a mesma potência. Têm uma duração e um preço um pouco superiores aos das incandescentes. Já se comercializam novas lâmpadas deste tipo que consomem até 40% menos energia e fornecem a mesma quantidade de luz.
  • Lâmpadas fluorescentes tubulares – Regra geral, consomem menos 80% que as lâmpadas incandescentes e geram muito menos calor. A sua duração é 6 a 20 vezes maior do que a das incandescentes. Demoram algum tempo a atingir a potência máxima e são afetadas negativamente pelo número de vezes que são ligadas.
  • Lâmpadas economizadoras – Para um mesmo nível de iluminação, poupam até 80% da energia e duram 8 vezes mais que as lâmpadas incandescentes.
  • Díodos emissores de luz (LED) – Entre as suas principais vantagens encontram-se o baixo consumo, o maior tempo de vida, o tamanho reduzido, a durabilidade e a resistência às vibrações. Além de tudo isto, reduzem a emissão de calor e não contêm mercúrio, bastante nocivo para o meio ambiente. Têm, no entanto, um preço mais elevado.

Utilização

 

  • Se a luz estiver acesa durante muito tempo, como acontece na cozinha, as lâmpadas mais adequadas são as fluorescentes.
  • Se a luz estiver acesa durante pouco tempo, como é o caso dos corredores ou casas de banho, as lâmpadas mais apropriadas são as de halogéneo de baixo consumo.
  • Substitua progressivamente as lâmpadas incandescentes que ainda tenha por economizadoras. Pondere substituir as de halogéneo por LED.
[footer.goup.anchor]