Esta versão do não é compatível.

Navegadores não suportados , além de impedi-lo de usar todos os recursos da página, são mais lentos e representam um risco para a sua segurança.

Recomendamos que você agora actualizar a sua versão do navegador ou entrar com outra browser suportado.

[literal.accesibilidad.IrAlContenido]
Presiona intro para desplegar el contenido del menu. (PT) Presiona intro para desplegar las opciones de idioma. (PT) Presiona intro para desplegar las opciones de tamaño de fuente. (PT)

[literal.breadcrumbs.home]

Salvo como uma página favorita corretamente

Mercado liberalizado

Mercado liberalizado

Em Portugal, a abertura do mercado iniciou-se em 1995 para os grandes consumidores industriais, alargando-se posteriormente aos consumidores em Alta e Média Tensão e em Baixa Tensão Especial (potência contratada superior a 41,41 kW).
 
Em Abril do ano 2000, a Endesa Energia, S.A.U., foi a primeira empresa a fornecer clientes no mercado livre português.
 
Mais tarde, no dia 1 de Maio de 2002, a Endesa constituiu a Sodesa – Comercialização de Energia, S.A., fruto de uma joint-venture com o grupo português Sonae e participada em cinquenta por cento por cada uma das empresas, com o objetivo de comercializar eletricidade e serviços para os clientes portugueses do mercado liberalizado.
 
No final de 2005, cerca de 6 milhões de clientes de eletricidade em Portugal optaram por passar para o mercado liberalizado. No dia 4 de Setembro de 2006 concluiu-se a última fase do processo de liberalização. A partir de então, a totalidade dos clientes de eletricidade portugueses passou a poder escolher livremente o seu fornecedor de energia elétrica no mercado liberalizado.
 
 
[footer.goup.anchor]